Fotografia: Olhar para o infinito (Look at infinity)

DSC02506

IMG_0111

ferandorozano

Fotos: Chronosfer. O infinito dos olhos. A Cordilheira dos Andes na Patagônia ao amanhecer. O fim do dia à beira do rio. A lua cheia em uma câmera desregulada cria abstratos inimagináveis. O infinito está dentro do horizonte dos olhos.

The infinite of the eyes. The Andes Mountain Range in Patagonia at dawn. The end of the day by the river. The full moon in a deregulated camera creates unimaginable abstracts. The infinite is within the horizon of the eyes.

Anúncios

Fotografia: Barcos (Boats)

1056

1035 - 1

Barcos 1

Fotos: Chronosfer. Nos barcos sonhamos essas águas todas que nossos olhos acolhem e depois aos poucos se tornam pequenas cascatas de sentimentos  e afetos. Nos barcos a realidade é a própria metáfora, vida e ofício. Sem distâncias e onde o silêncio habita para além do horizonte.

In the boats we dream these waters all that our eyes welcome and then gradually become small cascades of feelings and affections. In boats the reality is the metaphor itself, life and craft. Without distances and where silence dwells beyond the horizon.

Fotografia: Diversidade IV (Diversity IV)

corda

DSC02492

Santiago 5

Santiago

Fotos: Chronosfer. Dentro o infinito cordas desatam o finito. No horizonte do olhar, o dentro é uma linha visível para quem vive o infinito como tempo presente.

Inside the infinite strings unleash the finite. In the horizon of the gaze, the inside is a line visible to those who live the infinite as present time.

Fotografia: Duomo – Florença (Duomo – Firenze)

1563 (3)

1573 (3)

1574 (3)

1566 (2)

Fotos: Chronosfer. No silêncio exterior repousa o meu olhar. O detalhe aqui e ali interioriza ainda mais o meu coração. As pedras se entrelaçam. Formas e olhos se encontram. O sol do fim de tarde ilumina os sonhos de hoje e amanhã.

In the outer silence rests my gaze. The detail here and there internalizes my heart even more. The stones intertwine. Shapes and eyes meet. The late afternoon sun illuminates the dreams of today and tomorrow.

Fotografia: Imensidão (Immensity)

IMG_0424 (3)

IMG_0470 (2)

IMG_0673 (2)

Fotos: Chronosfer. Rio da Prata, lado do Uruguai. Rio que busca o mar. Mar que acolhe o rio. Um não vive sem o outro. Ambos navegam nossas águas imaginárias.

Rio de la Plata, side of Uruguay. River that seeks the sea. Sea that welcomes the river. One does not live without the other. Both navigate our imaginary waters.

Fotografia: Arte do tempo (Art of Time)

IMG_0367 (2)

IMG_0357 (3)

IMG_0642 (2)

Fotos: Chronosfer. O tempo faz arte. A arte faz o tempo. Vivemos ambos. Somos ambos. E em suas marcas, nossa história de vida.

Time makes art. Art makes time. We both live. We are both. And in your marks, our life story.

Fotografia:Diversidade II (Diversity II)

IMG_0619 (2)

IMG_0624 (4)

IMG_0629 (2)

Fotos: Chronosfer.  A surpresa do olhar está na simplicidade do momento. O momento do olhar. Assim se faz a vida e o viver. Sempre o novo em nossa retina.

The surprise of the gaze is in the simplicity of the moment. The moment of the look. This is how life is done and lived. Always the new in our retina.

Fotografia: Arquitetura dos olhos (Architecture of the eyes)

376 (4)

362 (4)

383 (3)

Fotos: Chronosfer. Primeiro, peço desculpas pela ausência. Fui abatido por uma infecção nas vias respiratórias e somente hoje estou um pouco mais disposto. Vou fazer as visitas logo. – Arquitetura dos olhos. o olhar se debruça diante do simples, do comum, e ao mesmo da história. Prédios, reflexos em espelhos ou um antigo veículo circulando pelas ruas. Em tudo, a nossa presença. E a nossa história.

First, I apologize for the absence. I was struck down by an airway infection and today I’m just a little more willing. I’ll make the visits soon. – Architecture of the eyes. the gaze leans before the simple, the ordinary, and the story itself. Buildings, reflections in mirrors or an old vehicle circulating in the streets. In all, our presence. And our story.

Fotografia: Diversidade (Diversity)

IMG_6065 (2)

IMG_6057 (2)

IMG_6039 (2)

IMG_5772 (2)

Fotos: Chonosfer. Diversidade. O olhar se desprende do comum, abraça-o tantas vezes, experimenta, a câmera desregulada, as luzes como um fogo, uma simples flor em meio ao verde dos teus olhos, e o silêncio de uma estátua quase sem olhos. Diversidade. Planos que se abrem. Perspectivas que se alinham no visor. O olhar.

Diversity. The gaze is detached from the common, embrace it so many times, experiment, the camera unregulated, the lights like a fire, a simple flower in the green of your eyes, and the silence of a statue almost without eyes. Diversity. Plans that open. Perspectives that line up in the viewfinder. The look.