Fotografia: Lugar de paz (Peace place)

Geleiras 15 (2)

Geleiras 10 (3)

Geleiras 12 (2)

Fotos: Chronosfer. A Patagônia sempre habitou meu imaginário como um lugar distante e incessível. Alimentei o sonho de um dia conhecer seus mistérios. Sua natureza, seu jeito de ser e viver. Um lugar de profunda paz interior. E de saudade, que hoje chega com os que partiram antes e muito cedo. A todos o meu abraço, o meu reconhecimento e quem sabe um dia nos reencontraremos.

Patagonia has always inhabited my imaginary as a distant and incessant place. I fed the dream of one day to know its mysteries. Your nature, your way of being and living. A place of deep inner peace. And of nostalgia, that today arrives with those that departed before and very early. To all my embrace, my recognition and maybe one day we will meet again.

 

20 comentários em “Fotografia: Lugar de paz (Peace place)

    1. oi! pois é, sabe que o Roger Waters esteve aqui em Porto Alegre, na terça passada – não fui, caríssimo o ingresso – e bateu a vontade de escutar o Floyd. como a escolha das fotos é sempre no dia da postagem, as montanhas e lagos da Patagônia me passaram como sempre muita paz e logo veio essa canção “Us and Them”. e realmente, agora olhando o post e escutando, há uma sincronização entre as fotos e a música. muito obrigado. tenha você e toda a turma também um fim de semana inspirador e de muita alegria e paz.

      Curtido por 1 pessoa

      1. Daqui a alguns dias estará em Bruxelas, os Tribalistas. Eu não vou pq o show será numa Terça, e no outro é dia de “pica boi”. Rsrs Se o tivessem colocado numa Sexta-feira ou na véspera de um feriado, tudo bem.
        Estranho ainda não terem esgotados os ingressos. Não acredito que o motivo seja o preço.

        Curtir

      2. o primeiro disco dos Tribalistas é muito bom, o segundo (acho que eles gravaram somente dois) para mim não teve o mesmo impacto, mas isso não é referência alguma. tenho escutado muito música instrumental, alguns clássicos, quartetos de câmara e me feito muito bem. tenho um disco do Uña Ramos, tocador de quena argentino já falecido, está no post de hoje, que ele gravou com a Filarmônica de Berlin, é dos meu discos preferidos, viajo com a sonoridade dos sopros, do violão, de algum outro instrumento aqui e ali. enfim, acho que é uma fase. (e claro, Pink Floyd!) abraços e feliz domingo.

        Curtir

  1. Estas imagens acendem o imaginário, um imaginário diferente para cada um… O meu é de coisas que não estão na imagem… As fotos estão fantásticas, Fernando. 🙂 (E a decoração com esta música fica muitíssimo bem)

    Curtido por 1 pessoa

  2. Para mí, la alta montaña es el lugar favorito donde estar. El aire, el silencio, la luz, el paisaje… No hay nada más energético para mi. Tus fotos me han llevado allí de una sola mirada! Ojalá algún día pueda contemplar lo que tú me has mostrado en persona. Un abrazo y una respiración profunda de agradecimiento 😂

    Curtido por 1 pessoa

    1. e é muito perto, pelo menos de Porto Alegre e mesmo de cidades como São Paulo e Rio de Janeiro. a Patagônia é algo que fascina e acalma de tão impressionante. esse creio é o lado chileno, pelo lado argentino tem o Glaciar Perito Moreno, já fiz posts de lá, que é impressionante. vontade de retornar logo. muito obrigado. um grande abraço.

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s