Fotografia: Céu visto da janela (Sky seen from window)

IMG_6443 (2)

O olhar repousa nas cores do infinito. Da janela do confinamento, a vida se reinventa, plena e revelando que os sonhos são eternos e possíveis. Desde que façamos a nossa parte. Protejam-se bem, por favor.

The gaze rests on the colors of infinity. From the window of confinement, life reinvents itself, full and revealing that dreams are eternal and possible. As long as we do our part. Protect yourselves well, please.

La mirada descansa sobre los colores del infinito. Desde la ventana del confinamiento, la vida se reinventa, plena y revelando que los sueños son eternos y posibles. Mientras hagamos nuestra parte. Protéjase bien, por favor.

Foto: Chronosfer.

 

48 comentários em “Fotografia: Céu visto da janela (Sky seen from window)

    1. Daqui um ano talvez poucos meses mais esse céu será apenas lembrança em meus olhos: ao lado onde fica a janela está sendo construído um prédio de 18 andares. E então percebo mais uma vez o quanto somos limitados e com baixo senso coletivo já que um pequeno nicho de árvores e vida irá abaixo. O curioso é que o prédio onde moro preservou o meio onde antes era uma casa. Seguimos, Estevam…ainda venceremos, meu abraço amigo.

      Curtir

      1. Escrevi 7 poemas sobre as janelas. Seus são das janelas que tenho no apartamento. O outro é uma espécie de introdução aos outros seis. Serão publicados em maio.
        Paz e Bem!
        PS: quando os prédios cobrem as janelas, os olhos voltam-se para a alma…

        Curtir

  1. Colores

    Hay algo de vida afuera y nos enseña
    ante todo evento el deber del hombre.
    Velar por la creación divina y aportar
    desde la humildad hermana
    de la humanidad.

    Hay algo afuera con mil latidos.
    Corre furiosa y renueva el aire,
    multiplica los sabores y los colores,
    nos muestra el camino certero,
    los malos atajos son nuestros.

    Hay algo afuera llamado naturaleza,
    armonía de lo celestial y lo terrenal.
    Alimenta nuestra paz
    cuando aprendemos a visualizar
    con la piel del alma;
    algo rasgada por siglos.

    Hay algo afuera; lección primera
    de sobrevivencia y realidad.
    Dueños del mundo nos creíamos
    hasta la llegada invisible
    de obediencia al plan.
    Palabras olvidadas entre tanta modernidad.

    Curtir

    1. O céu no outono ganha um colorido especial e ainda posso olhar todos os dias seus nuances – está sendo construído prédio de 18 andares bem ao lado onde está a janela onde olho o infinito, a da frente é toda da rua. Muito obrigado por estar aqui. O meu abraço. E vamos continuar nos cuidando, aqui está piorando a cada dia.

      Curtido por 1 pessoa

  2. Decirte que anaranjado es mi color? Serviría para definir el impacto de la imagen? No lo sé. Un espectáculo visual y la sensación del tema escogido para acompañarlo solo pueden salir de ti. Inconfundible alma. Un beso.

    Curtir

  3. “La mirada descansa sobre los colores del infinito. Desde la ventana del confinamiento, la vida se reinventa, plena y revelando que los sueños son eternos y posibles.”

    Sabias e inspiradoras palavras Fernando, fotografia poética….!

    Adoro Loreena, ouvia muito essa musica, gosto também de Tango de Évora, um som hipnótico e muito agradável, me trouxe boas lembranças. Quatro horas da tarde agora, e vim tomar um café contigo enquanto te leio e vejo através da tua fotografia, os olhos da tua alma. Muito feliz por isso, obrigada pelo momento especial!😘

    Curtir

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s