Fotografia: O céu que não irei mais olhar (The sky I won’t look at anymore)

cropped-img_6603-2.jpg

IMG_6611

IMG_6605 (2)

De um dia para o outro o mundo mudou. O medo se instalou em nossas casas e corações. Nossos olhos passaram a olhar mais os efeitos do descanso das ruas, das calçadas, da natureza, das árvores, do céu. Da janela do confinamento, o fim do dia é assim. Não todos os dias. Nunca um dia é igual ao outro, nunca um final de dia é igual ao outro. E ele todos os dias me instiga, me alimenta, me dá forças e me lança para o centro de uma palavra chamada esperança. Amanhã ou depois não olharei mais estes céus de fim de dia. Aos poucos, a rotina da velocidade de tudo voltará. E ao lado da minha janela será construído um prédio de 18 andares. Na retina, toda a vida dos céus já está em minha memória.

Overnight the world changed. Fear has settled in our homes and hearts. Our eyes began to look more at the effects of the rest of the streets, the sidewalks, nature, the trees, the sky. From the lockdown window, the end of the day is like this. Not every day. Never one day is the same as the other, never one end of the day is equal to the other. And he stirs me up every day, feeds me, gives me strength and throws me to the center of a word called hope. Tomorrow or later I will no longer look at these end-of-day skies. And next to my window will be built a building of 18 floors. In the retina, all the life of heaven is already in my memory.

De la noche a la mañana el mundo cambió. El miedo se ha asentado en nuestros hogares y corazones. Nuestros ojos comenzaron a mirar más a los efectos del resto de las calles, las aceras, la naturaleza, los árboles, el cielo. Desde la ventana de encierro, el final del día es así. No todos los días. Nunca un día es lo mismo que el otro, nunca un final del día es igual al otro. Y me excita todos los días, me alimenta, me da fuerzas y me pone al centro de una palabra llamada esperanza. Mañana o más tarde ya no miraré estos cielos al final del día. Y junto a mi ventana se construirá un edificio de 18 plantas. En la retina, toda la vida del cielo ya está en mi memoria.

Fotos: Chronosfer. Porto Alegre.

36 comentários em “Fotografia: O céu que não irei mais olhar (The sky I won’t look at anymore)

  1. Sim Sim Sim! Encantador. Algo com o qual todos podemos nos relacionar. Amo tudo isso, como sempre, Fernando! E eu esqueci de lhe contar da última vez que parei que estou amando o novo visual do seu blog! E essa foto do cabeçalho é MARAVILHOSA! Eu espero que você tenha uma semana maravilhosa. Obrigado por isso e Saúde! 🤗❤️😊

    Curtido por 1 pessoa

    1. Muito obrigado,Katy. O céu é maravilhoso e luz para nós. O design ainda está sendo construído, recebi uma generosa ajuda na configuração do meu querido amigo Sandro, do Panografias. A foto do cabeçalho ainda não defini se deixo estática ou se vou trocando a cada dia ou a cada post. Vamos ver. Fico feliz sempre com tua força e amizade. Um lindo dia e muita felicidade.💐❤️🌷

      Curtido por 1 pessoa

  2. Yo creo que hay algo de alma en todo esto. Que dependemos de almas mayores cuando la nuestra flaquea. Mirar al cielo no es buscar una estética es admirar una perfección planetaria que está impresa en nuestra célula madre. Algo hay. Y las palabras no llegan. Preciosos instantes que veo en tus ojos, antes de fijarlas. Son otras. Llueven de luz. Un abrazo.

    Curtido por 1 pessoa

    1. the other day it dawned red here in Porto Alegre, I was just looking at how much the colors of the sky may be sending messages that we do not understand. at last, rambling about everything we are living. Thank you so much Hedy, and get my hug and smile always. Fernando.

      Curtir

  3. Não teve jeito… Lulu Santos cantava na minha mente enquanto lia sua postagem: “Nada do que foi será, de novo do jeito que já foi um dia…Tudo passa, tudo sempre passará…” Enquanto os 18 andares não são erguidos, nos vamos nos deliciando com seus registros fotográficos e seus suspiros poéticos. Como já disse em outra ocasião: eu sou suspeito! Gosto de tudo e tudo que você posta é maravilhoso. Obrigado por mais um presente! Um grande abraço, meu amigo… que sua semana seja iluminada!

    Curtido por 1 pessoa

    1. still, I will find a space to look at the sky as I can look today. it will change, of course, because life will return to what it was before and the movements of everyday life will change everything for the worse. sad, so with the irreparable human losses we are suffering. together we will overcome this and perhaps we will find a more just and supportive way of life. thank uou so much! stay safe, please!

      Curtido por 1 pessoa

  4. Pois é o mundo pode até parar mas a natureza continua como se nada acontecesse, resta a nós guardar em memória as visões que se tornam cada dia mais raras. Em verdade poucos são aqueles que observam o mover das nuvens ou o deitar do Sol. Belas imagens Fernando.😉

    Curtido por 1 pessoa

    1. Bem isso, Cláudio, desde o ano passado qdo voltei do hospital e tinha também que ficar confinado por 40 dias, a janela me salvou e o fim do dia ganhou uma dimensão que eu mesmo não imaginava. Agora, com o vírus, e a consequente quase parada de tudo, posso testemunhar as mudanças do fim do dia. Bom que ela sim está sempre se renovando. Abraço e cuide-se muito.

      Curtir

    1. oi, Cris. Heráclito é exato em suas palavras. já não sei ao certo o que será normal daqui para frente. estava (ainda estou) com esperança de que possamos ser mais humanos e solidários. se o céu não será mais o mesmo e não será, nós também não. apenas espero que seja uma mudança para melhor. um grande abraço e cuide-se bem.

      Curtido por 1 pessoa

    1. pois, Silvana, antes de a pandemia tomar conta de tudo fui ao show room do novo prédio e fiquei assustado. vai tomar conta de todo o espaço. por óbvio, que as cores dos fins de tarde hoje têm a ver com a ausência da nossa intervenção na natureza. moro há vinte anos aqui e nunca havia visto algo igual ou semelhante. logo, voltará a ser o que era mas é o céu que posso olhar. sim, vou sobreviver. e descobrir onde poderei olhar melhor. um grande abraço.

      Curtido por 1 pessoa

  5. Estamos sempre em mudanças, também são elas que nos fazem seguir em frente, outras vezes… no caso, tapam-nos o que temos em frente. O que interessa é que esse mesmo céu sempre estará lá, apesar do ambiente ser outro, ele sempre nos trará esperança.
    Um abraço, Fernando.

    Curtido por 1 pessoa

    1. oi, Irina. é verdade, porém o céu de hoje, sem os movimentos das ruas, dos automóveis, das fábricas, enfim, do que é chamado de normal, ganhou novas cores, novos grafismos, novos desenhos, nova vida. é esse momento em que a esperança que me habita renasce com força. aqui, apesar de ainda não estarmos no auge do vírus a vida está sendo normalizada. o que isso vai significar mais adiante ainda não sei. espero apenas que possamos ser mais humanos e solidários. muito obrigado. um forte abraço carinhoso, de esperança sempre. cuide-se muito, por favor.

      Curtido por 1 pessoa

  6. Confesso-lhe que abrir seu post foi nesta noite um refresco aos olhos (cansados) ainda não totalmente recuperados da conjuntivite de janeiro último… Se é que posso dizer isto, se no início tive um refresco para os olhos, no final tive uma melodia a acalmar os ouvidos… Obrigado…

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s