Fotografia: Entrelaçar (Entwine)

Entre os nós, entrelaçamos outros nós, manchados com tantos mais nós. Somos nós que podemos desatar os nós que criamos para a humanidade e natureza. Somos nós, entrelaçados em nós mesmos. Nós (nós).

Among knots, we intertwine other knots, stained with so many more knots. It is we who can unpack the knots we create for humanity and nature. It´s us, intertwined in ourselves. We (knots).

Entre los nudos, entrelazamos otros nudos, manchados con tantos nudos más. Somos nosotros los que podemos desempacar los nudos que creamos para la humanidad y la naturaleza. Somos nosotros, entrelazados en nosotros mismos. Nosotros (nudos).

Foto: Chronosfer.

14 comentários em “Fotografia: Entrelaçar (Entwine)

  1. Os nós fazem parte da nossa essência, damos nós, amarramos-nos a eles, quebramo-los, sentimos um nó nas nossas gargantas, amarramos-nos à espera, ao sim e não, às probabilidades. Nós somos, inevitavelmente, à vida e na sua sombra, a morte.
    Un abrazo!

    Curtido por 2 pessoas

    1. Poesia, fotografia está contigo e não abro mão do viver teu talento e sensibilidade. A música, bom, tenho um acervo total de uns 10 mil discos, a maioria digital. Se quiseres posso te indicar bons sites onde é possível garimpar bons discos para baixar. Um abraço, Mariana é muito obrigado por tua generosidade.

      Curtido por 1 pessoa

      1. Tem um post seu, no blog anterior que comentei, faz tempo, não me lembro quais, mas foi a melhor playlist que ouvi na vida. Depois nunca mais consegui lembrar. Lembro-me apenas que comentei sobre isso no post e era domingo.
        Gosto muito de suas escolhas e quem agradece sou eu a generosidade comigo. Abraço

        Curtido por 1 pessoa

    1. Como diz o grande Cazuza, comentário “exagerado”, porém gentil, generoso. As cordas d seus entrelaçados são verdadeiros nós, mas também poderia trabalhar o texto pela música: quarteto de cordas, que tenho paixão. Mas, a opção foi a primeira. Enfim, não sou poeta, Estevam, escrevo esses textos como um outro post e às vezes coincide com a fotografia. Não tenho o que tu tens, o Geraldo, o Sandro e a Alda por exemplo. E a Renata, que desapareceu do WP ou a Triccia, que também saiu: naturalidade para a poesia. Um grande abraço, meu amigo.

      Curtido por 2 pessoas

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s