Fotografia: Partir e chegar (Leave and arrive)

Antes de o dia partir, a solidão do barco, das águas e das nuvens se fez no caminhar lento dos trilhos, que acompanham o mistério dos sonhos. No cais, nos trilhos, nos armazéns vazios o sol é passado. A lua, futuro. Nos olhos, o presente é o que às vezes esquecemos o que ele é.

Before the day depart, the solitude of the boat, the waters and the clouds took place in the slow walk of the trails, which accompany the mystery of dreams. On the pier, on the tracks, in the empty warehouses the sun is passed. The moon, future. In the eyes, the present is what we sometimes forget what he is.

Antes de que partira el día, la soledad del barco, las aguas y las nubes tuvieron lugar en el lento paseo de los senderos, que acompañan el misterio de los sueños. En el muelle, en las vías, en los almacenes vacíos se pasa el sol. La luna, el futuro. A los ojos, el presente es lo que a veces olvidamos de lo que es.

Foto: Chronosfer. Porto Alegre.

36 comentários em “Fotografia: Partir e chegar (Leave and arrive)

  1. Au revoir

    Se van los colores
    llegan los cianotipo;
    escalada triste
    dicen los célebres del blues.

    Cuando el monocromo
    extiende su capa;
    tono trás tono
    hacen su aparición.

    No sabes qué es
    pero observas
    desde el cielo
    hasta la tierra.
    Todo parece una tela
    ocultando
    los colores diferentes.

    Esta llegada y partida
    nos deja en la piel,
    así como la noche
    nos prepara para el día.

    La mejor melancolía
    se viste de azules,
    su sonrisa pesada
    solo es aliviada
    en el pergamino
    de detalles;
    ahí están los colores,
    antes que partieras
    después que llegaras.

    Curtido por 3 pessoas

    1. Oi Estevam, e não sou mesmo, o texto apenas é o que senti na fotografia como uma informação sendo passada adiante: fim do dia, o cais, o barco, a pessoa caminhando, um quê de solidão. Então, estão na foto: o sol é passado, a lua futuro e o presente nos olhos … muito obrigado pela generosidade amiga de sempre. Um grande abraço.

      Curtir

    1. oi, Mariana….como você está? enfim, li o teu e-mail…fica bem, please!!!!! depois falamos do livro, ok? estive no hospital, fazendo revisão do cateter, circulação do braço do direito, etc. resultado normal. agora, janeiro recomeçam os exames mais pesados. em frente!!! grande e carinhoso abraço.

      Curtir

    1. O cais sempre tem isso de partir/chegar, um quê de solidão, de movimento…sinto muita falta de ir ao cais. Legal teres ido ao de Paranaguá, que não conheço mas lá fui olhar as fotos…(hummmm….mensagens no Spam, local do indesejado, etc…como pisciano intuitivo isso quer dizer pra não ter escrever mais e logo me vem a canção do Milton Nascimento “Encontros e Despedidas”. Antes, deixo um abraço, um beijo, um tudo de bom, um cuide-se e uma saudade! ❤️❤️💐🎶☮️📚

      Curtido por 1 pessoa

  2. Esse música é ótima, eu adoro!
    Quanto ao Spam, coisas do WordPress. Às vezes ele faz umas coisas aleatórias kkkkkk Não ligue pra isso!
    Não é isso que vai nos impedir de continuar nossas conversas, você é sempre bem-vindo e seus comentários são sempre enriquecedores 💓
    Beijo querido, até logo e cuide-se muito também! 🌺💋

    Curtir

    1. Bah! Claro que estava brincando, sou um “descuidado” com o Spam, esqueço de olhar e qdo vou está cheia de mensagens. Gosto muito de conversar contigo, de ler teus textos, me fazem pensar. Olha só, estou escutando um cd maravilhoso da Zélia Duncan e Jaques Morelenbaum chamado “Invento +” , somente com canções do Milton e os arranjos são apenas voz e violoncelo. E tem “Encontros e Despedidas”. Beijo e por favor, todo cuidado é pouco. 💕❤️🎶💐

      Curtido por 1 pessoa

      1. Eu tento olhar rotineiramente, mas às vezes esqueço. Principalmente quando mexo pelo celular.
        Acontece kkkk
        Eu digo o mesmo a você, Fernando. Seguimos nos encontrando por aqui e por lá 😉
        Vou dar uma procurada pela internet, tenho certeza que deve ser ótimo!
        💋❤️

        Curtir

    1. Geraldo, querido amigo, essa cara de Minas me deixou feliz. Ao escolher a foto a primeira ideia foi do tentar juntar trilhos, cais, ponta de areia. Não consegui, aquele sentimento de solidão da jovem caminhando, o barco e a profundidade dos armazéns transformaram o pensamento. Acho que houve muitos encontros naquele momento. Grande abraço.

      Curtir

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s