Fotografia: Detalhes do tempo da história(Details of story time)

A história e a passagem do tempo andam com as mãos entrelaçadas. Os vestígios da primeira nem sempre permanecem visíveis aos olhos. O segundo, deixa suas marcas muito mais que visíveis. Penetram em nossas peles, fazem longo percurso até se instalarem em um lugar chamado memória. Ergue-se então a história. Às vezes, apenas a que queremos compreender e aceitar. Outras vezes, a verdadeira, que nunca se esconde e revela a cada dia quem somos. Ainda é tempo de reconstruir a história.

History and the passage of time go hand in hand. The traces of the former do not always remain visible to the eyes. The second, leaves its marks much more than visible. They penetrate our skins, they go a long way until they settle in a place called memory. Then the story rises. Sometimes only the one we want to understand and accept. Other times, the real one, who never hides and reveals every day who we are. It’s still time to reconstruct history.

La historia y el paso del tiempo van de la mano. Las huellas de los primeros no siempre permanecen visibles a los ojos. La segunda, deja sus marcas mucho más que visibles. Penetran en nuestras pieles, van un largo camino hasta que se asientan en un lugar llamado memoria. Entonces la historia se eleva. A veces solo el que queremos entender y aceptar. Otras veces, el verdadero, que nunca se esconde y revela cada día quiénes somos. Todavía es hora de reconstruir la historia.

Fotos: Chronosfer. Detalhes da Basílica de Sacré Cœur, Paris.

22 comentários em “Fotografia: Detalhes do tempo da história(Details of story time)

  1. Puedo

    Puedo flotar en esos cielos.
    Sé que estás donde
    las cosas toman forma humana.

    Puedo flotar en esos cielos.
    Sé que tu mirada
    es los colores que amaba.

    Puedo flotar en esos cielos.
    Sé que al respirar
    algo de ti me acercaba.

    Puedo flotar en esos cielos.
    Sé que este camino
    es la providencia anhelada.

    Un ave vuela al sur y me trae tus ojos en blanco y negro. Nada le pregunto, solo la observo cuando descansa de su viaje.

    Ella en su lenguaje vibra, porque te vió
    más allá del cielo en busca de palabras
    al alma y sus sentidos al corazón.

    A guiños despedías su andar lijero, ése brillo de almas reconocidas en el juego, ése palpito de quién va primero.

    Al encuentro de mis palabras y tus imágenes, el sol se apiada y podemos ser lo que la amistad conoce sin distancias.

    Curtido por 5 pessoas

    1. we are living in a very rough and complicated time and unfortunately many leaders insist on denying or minimizing the harm that covid causes and its consequences. however, I believe in the humanism that inhabits us to overcome it all. I’m fine, with all possible care. and you, please take care of yourself too and a lot. fraternal hug.

      Curtido por 3 pessoas

  2. Fernando, mais uma vez obrigado por parar o tempo e captar isso em seus textos e fotografias. Como você disse, o tempo é uma boca gigante que engole os momentos. A história nada mais é do que sua voz, a voz do tempo, pronunciada, como o eco, quando o próprio tempo passa e passa. Um abraço grande

    Curtido por 4 pessoas

    1. Oi Pura Maria, pudera eu parar o tempo…acontece que esses tempos em que sair de casa aqui no Brasil ainda é muito perigoso, tenho me debruçado nas fotografias para uma pequena publicação. Então, tenho feito muitas descobertas, fotos que não lembrava mais, e assim vou costurando uma linha de tempo/história onde tudo se faz ou se fez e será feito exatamente por nós. Tem sido uma viagem dentro de tantas viagens. Tuas palavras me motivam a seguir, a um dia sentar e tomar café e conversarmos sobre esses tempos todos e viajar dentro da palavra, da qual és mestre. Muito obrigado, e cuide bem. Um grande abraço carinhoso.

      Curtido por 1 pessoa

    1. Acredito em uma história que seja construída no presente, com erros e tudo o mais. O passado será sempre a referência, o ponto de partida, o ensinamento…vamos errar hoje? Sim, vamos…o detalhe é: quem vai cometer o erro. A história então é isso, ensinamento para quem quer transformar. Para outros, basta um fuzil, um jipe….enfim, há tanto por fazer hoje!

      Curtido por 3 pessoas

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s