Fotografia: O céu que não irei mais olhar (The sky I won’t look at anymore)

cropped-img_6603-2.jpg

IMG_6611

IMG_6605 (2)

De um dia para o outro o mundo mudou. O medo se instalou em nossas casas e corações. Nossos olhos passaram a olhar mais os efeitos do descanso das ruas, das calçadas, da natureza, das árvores, do céu. Da janela do confinamento, o fim do dia é assim. Não todos os dias. Nunca um dia é igual ao outro, nunca um final de dia é igual ao outro. E ele todos os dias me instiga, me alimenta, me dá forças e me lança para o centro de uma palavra chamada esperança. Amanhã ou depois não olharei mais estes céus de fim de dia. Aos poucos, a rotina da velocidade de tudo voltará. E ao lado da minha janela será construído um prédio de 18 andares. Na retina, toda a vida dos céus já está em minha memória.

Overnight the world changed. Fear has settled in our homes and hearts. Our eyes began to look more at the effects of the rest of the streets, the sidewalks, nature, the trees, the sky. From the lockdown window, the end of the day is like this. Not every day. Never one day is the same as the other, never one end of the day is equal to the other. And he stirs me up every day, feeds me, gives me strength and throws me to the center of a word called hope. Tomorrow or later I will no longer look at these end-of-day skies. And next to my window will be built a building of 18 floors. In the retina, all the life of heaven is already in my memory.

De la noche a la mañana el mundo cambió. El miedo se ha asentado en nuestros hogares y corazones. Nuestros ojos comenzaron a mirar más a los efectos del resto de las calles, las aceras, la naturaleza, los árboles, el cielo. Desde la ventana de encierro, el final del día es así. No todos los días. Nunca un día es lo mismo que el otro, nunca un final del día es igual al otro. Y me excita todos los días, me alimenta, me da fuerzas y me pone al centro de una palabra llamada esperanza. Mañana o más tarde ya no miraré estos cielos al final del día. Y junto a mi ventana se construirá un edificio de 18 plantas. En la retina, toda la vida del cielo ya está en mi memoria.

Fotos: Chronosfer. Porto Alegre.