Fotografia: Olhar infinito (Endless look)

1735

Perspectiva: infinito. O olhar é assim. Desde o primeiro plano até onde possa alcançar. E encontra o imaginário para além do horizonte. Perspectiva. É a vida e o seu cotidiano. Infinitos em seu viver.

Perspective: Infinity. That’s the way it looks. From the foreground to where you can reach. And find the imaginary beyond the horizon. Perspective. It’s life and everyday. Infinites in his life.

Foto: Chronosfer. Arezzo, Itália.

Anúncios

Fotografia: A porta e seus olhos (The door and your eyes)

IMG_1917 (2)

Os olhos acompanham os movimentos da rua, do sol, das sombras. Faz da vigília sua razão de viver. E por olhar, por dentro e por fora, há muito deixou de ser apenas uma porta. Seus olhos são acolhedores, e oferecem uma nova perspectiva. Basta olhar os olhos da porta.

The eyes accompany the movements of the street, The Sun, the shadows. Make the vigil your reason for living. And by looking, inside and out, there’s a lot left of its only one door. Your eyes are cozy, and offer a new perspective. Just look in the eyes of the door.

Foto: Chronosfer. Iphone SE.

PS: Peço, mais uma vez, desculpas pela ausência, pela falta de visitas, leituras, comentários, likes. os últimos dias foram vividos em torno dos exames, que fiz ontem, de revisão pós-cirurgia, pós-quimioterapia. ainda refazendo-me da preparação, dieta e jejum, e da longa espera para os efeitos da medicação. faço este post e aos poucos irei visita-los. os resultados: logo que souber escreverei. muito obrigado pela força e paciência comigo.

I ask, once again, apologies for the absence, the lack of visits, readings, comments, likes. The last days were lived around the exams, which I did yesterday, post-surgery review, post-chemotherapy. Still remaking me of the preparation, diet and fasting, and the long wait for the effects of the medication, I do this post and gradually I will visit them. The results: As soon as I know I wrote it. Thank you very much for the strength and patience with me.

Fotografia: Abstrato fora de foco (Abstract out of focus)

IMG_1866 (2) Apenas uma mesa, tinta descolando, reflexos da luz ambiente, copos e tirar o foco do primeiro plano. Marcas de tantos pratos quentes, frios, garrafas, pessoas. Marcas de tantos encontros, de tantas conversas, de tanto silêncio. Apenas uma mesa e toda a história de tantas vidas.

Just a table, ink taking off, ambient light reflexes, cups and getting the focus from the foreground. Brands of so many hot dishes, cold cuts, bottles, people. Marks of so many encounters, of so many conversations, of so much silence. Just a table and the whole history of so many lives.

Foto: Chronosfer.

Fotografia: Barcos e fé (Boats and Faith)

Barcos e Fé (2)

Em tuas águas, a fé é o trabalho árduo do dia a dia. Em minhas águas, a fé é o lado de fora dos meus olhos onde a vida acontece. Em tuas águas, é a água e o sal do mar que alimentam os teus sonhos e o teu viver. Em minhas águas, é a água e o sal do mar que alimentam uma realidade que ultrapassa a linha do horizonte. Em tuas águas, repousa a esperança e a vida acontece. Em minhas águas, a esperança é acontecer a utopia.

In your waters, faith is the hard work of day to day. In my waters, faith is the outside of my eyes where life happens. In your waters, it is the water and sea salt that nourishes your dreams and your living. In my waters, it is the water and sea salt that nourishes a reality that exceeds the horizon line. In your waters lies hope and life happens. In my waters, the hope is to happen to utopia.

Foto: Chronosfer.

Fotografia: Moldura natural (Natural frame)

203

A natureza muitas vezes é silenciosa. Revela seus segredos para o olhar assim, como uma obra de arte dentro de uma moldura. Livre das linhas que confinam sua arte, faz do cotidiano sua moldura. Sem jamais sacrificar uma única folha para isso. A natureza é a própria arte em vida e à vida. #SOSAMAZONIA

Nature is often silent. It reveals its secrets to the look like this, as a work of art within a frame. Free from the lines that confine its art, it makes the daily its frame. Without ever sacrificing a single leaf for that. Nature is the very art of life and life. #SOSAMAZONIA

Foto: Chronosfer. Marken, Holanda.

Fotografia: O olhar do pássaro (The bird´s look)

 

IMG_4548 (2)

IMG_4551 (2)

O olhar é tantas vezes misterioso quanto afetivo. O olhar atravessa os sonhos e se debruça sobre a realidade. O olhar desperta, acelera, abraça o que os olhos acolhem. O olhar é a vida e seu reflexo dentro de nós mesmos.

The look is so often mysterious and affective. The gaze crosses the dreams and bends over reality. The gaze awakens, accelerates, embraces what the eyes welcome. The look is life and its reflection within ourselves.

 

Fotos: Chronosfer.

Fotografia: Cores da vida (Colors of life)

DSC00108

As cores não escolhem estação. As estações, às vezes imagino, escolhem as cores. Elas habitam nossas retinas no outono e na primavera, se ausentam no inverno, amadurecem no verão. Entre elas, os silêncios do p&b instigam o imaginário. A vida somos o que sentimos e olhamos através dos nossos sonhos e da retinas.

Colors don’t choose season. The seasons, sometimes I imagine, choose colors. They inhabit our retinas in the fall and spring, if they are absent in winter, ripen in the summer. Among them, the silence of the b&w instigate the imaginary. Life is what we feel and look through our dreams and retinas.

Foto: Chronosfer. Gramado, Rio Grande do Sul.

Fotografia: O tempo do sol (The time of the sun)

Madero

O sol atravessa os tempos. Marca seu tempo dentro do próprio movimento. Hoje, em despedida aqui, quando do outro lado do mundo nasce. Esconde-se da lua, com quem divide o espaço do tempo. E cada um, em seu tempo, vibra em cores, silêncios e p&b. O tempo do sol reflete na água doce os olhos dos movimento do relógio.

The sun goes through the times. It marks your time within the movement itself. Today, in farewell here, when the other side of the world is born. He hides from the moon, with whom he divides the space of time. And each, in their time, vibrate in colors, silences and b&w. The time of the sun reflects in the freshwater the eyes of the movement of the watch.

Foto: Chronosfer. Puerto Madero, Buenos Aires.

 

Fotografia: Mais um dia (One More day)

IMG_2630 (2)

Os dias se sucedem sobre os dias. Um após outro, criando músculos para o calendário. Para muitos, mais um dia. Para o lento caminhar do cão, o calor faz o dia ser apenas um dia em que as sombras se escondem das horas. Mais um dia na vida de outras vidas.

The days succeed on the days. One after another, creating muscles for the calendar. For many, another day. For the slow walk of the dog, the heat makes the day only be a day in the shadows hide from the hours. Another day in the lives of other lives.

Foto: Chronosfer. Mercado Público de Rio Grande, Rio Grande do Sul.

Fotografia: Detalhes e o todo (Details and the whole)

IMG_4228 (2)

IMG_4227 (3)

IMG_4227 (2)

Um lugar pode ser muitos lugares. O olhar pode ser muitos olhares. A vida tantas quantas podemos viver, está em cada detalhe. Que se transforma em um todo. Em cada lugar que habitamos.

A place can be many places. The look can be many looks. Life as many as we can live, it’s in every detail. That turns into a whole. In every place we inhabit.

Fotos: Chronosfer. Picada Café, Rio Grande do Sul.