Novo endereço, mesmo Chronos

A partir de hoje o Chronosfer original, passa a ser Chronosfer2.wordpress.com. Todos os blogs que sigo continuarão a ser seguidos e tenho a esperança que os seguidores do Chronos passem para o 2 também.

A todos, sejam bem-vindos e sintam-se à vontade sempre.

 

Anúncios

Fotografia: Infinito celeste (Heavenly infinite)

IMG_3424 (2)

IMG_3428 (2)

IMG_3629 (1)

Fotos: Chronosfer. O infinito dos acordes. O infinito das cores. O infinito do céu. A nossa finitude nos nos faz infinitos dentro de nós mesmos.

The infinity of chords. The infinite of colors. The infinite of the sky. Our finitude makes us infinite within ourselves.

Fotografia: Esconderijos da lua (Moon hiding places)

IMG_9525 (2)

IMG_9526 (2)

Fotos: Chronosfer. Apenas uma solitária e solidária lua entre as nuvens antes do temporal. Como diz a canção do Milton Nascimento, “traçou no céu um compasso/…/eu bem queri fazer dos braços um travesseiro/…/travesseiro do meus braços só não faz se não quiser/…”. A lua continua girando em nossos braços.

Just a lonely and solid moon between the clouds before the storm. As Milton Nascimento’s song says, “he traced a compass in the sky / … / I just wanted to make my arms a pillow /…/ pillow of my arms, it just does not do it if I do not want …”. The moon keeps spinning in our arms.

Fotografia: Olhos no sol (Eyes in the sun)

Nada

Nada 2

Nada 1

Fotos: Chronosfer. O sol. A luz do dia e a que se despede mais tarde. Suas formas encantam. São mágicas como uma canção. Aqui, três momentos: desfocado, encontrando a janela de um barco e o vermelho se formando em um prédio à beira do rio Guaíba. Em comum: a água. Libertadora. O sol nos olhos. Sempre.

The sun. The light of day and the farewell later. Their forms enchant. They are magic as a song. Here, three moments: blurred, finding the window of a boat and the red forming in a building on the edge of the Guaíba river. In common: water. Liberating The sun in the eyes. Ever.

Fotografia:Outras histórias (Other Stories)

Napa 18

Napa 17

Napa 19

Fotos: Chronosfer. O reflexo na janela, o caminho áspero, feito na terra seca do verão sob o sol, o céu guardando a Catedral de Bariloche, Argentina, e sua arquitetura. Caminhos e histórias construídas por cada um de nós. Sem fronteiras.

The reflection in the window, the rough path, made in the dry land of summer under the sun, the sky guarding the Cathedral of Bariloche, Argentina, and its architecture. Paths and stories built by each of us. Borderless.

Fotografia: Perdidos no tempo? (Lost in time?)

Napa 14

Napa 12

Napa 15

Napa 16

Fotos: Chronosfer. A vida em pequenas cidades do interior tem muita vida. Guarda em cada sonho o sonho de ser sempre o que o dentro revela. Vivem a vida em toda a sua plenitude. Perdidos no tempo? Acredito que se encontraram no tempo.

Life in small towns in the interior has a lot of life. Guard in every dream the dream of always being what the inside reveals. They live life in all its fullness. Lost in time? I believe they met in time.

Fotografia: Janelas (Windows)

Napa 9

Napa 10

Napa 11

Fotos: Chronosfer. Janelas são o espelho do outro lado dos olhos. E são os olhos de todos os lados. Guardam histórias. Segredos. Vidas vividas e que vivem. Guardam amor. Janelas são a alma de um lugar.

Windows are the mirror on the other side of the eyes. And it’s the eyes on all sides. They keep stories. Secrets. Lives lived and living. Keep love. Windows are the soul of a place.

Fotografia: A arte das águas (The art of waters)

Napa 3

Napa 4

Napa 5

Fotos: Chronosfer. As águas são espelhos perfeitos. refletem o real e o abstrato. Nada é inverso do que se olha. É o novo renovador que o olhar encontra na arte que produz. E nela nos completamos no imaginário das águas.

The waters are perfect mirrors. reflect the real and the abstract. Nothing is the reverse of what you look at. It is the new renovator that the look finds in the art that produces. And we complete it in the imaginary of the waters.

 

Fotografia: No olhar dos barcos (At the look of the boats)

Napa

Napa 1

Napa 2

Fotos: Chronosfer. Rio Grande, Rio Grande do Sul. Os barcos vivem suas histórias. Atravessam águas. Acolhem sonhos, desesperos, vidas. São sempre esperança. Em seus olhos, existe futuro.

Rio Grande, Rio Grande do Sul. The boats live their stories. They cross waters. They welcome dreams, despair, lives. They are always hope. In your eyes, there is a future.