Fotografia: Janelas de automóveis também falam (Car windows also speak)

IMG_9261 (2)

IMG_9262 (2)

IMG_9265 (2)

Fotos: Chronosfer. A luz das manhãs nos dias de outono são fantásticas. Os olhos se iluminam, a vida se ilumina, o viver se ilumina. E o olhar busca horizontes. Às vezes, bem à frente. Assim, as janelas de películas escuras dos automóveis se transformam em espelhos. E falam. Mostram. Revelam. O movimento da luz e dos olhos dialogam juntos.

The morning light on the fall days are fantastic. The eyes light up, life lights up, life lights up. And the look seeks horizons. Sometimes, well ahead. Thus the windows of dark films of automobiles turn into mirrors. And they talk. Show. Reveal. The movement of light and eyes dialogue together.

Anúncios

Fotografia: Bom dia! (Good morning!)

 

IMG_9233 (2)

IMG_9234 (2)

IMG_9242 (2)

Fotos: Chronosfer. As manhãs são assim, com cantos, olhares suaves, o delicado voo, o retorno para casa e a certeza de um dia feliz. São sempre eles, os amigos eternos.

Mornings are like that, with songs, soft looks, the delicate flight, the return home and the certainty of a happy day. They are always the eternal friends.

Fotografia: Dois momentos, o mesmo lugar (Two moments, the same place)

IMG_9214 (2)

IMG_9246 (2)

Fotos: Chronosfer. A névoa faz noite se esconder. Os rastrilhos aqui e ali de pingos de água denunciava o caminho. O do sol. A manhã então se fez. O sol e seu brilho chegam sem bater à porta e se instala nas horas. A história? Continua sendo contada.

The fog makes night hide. The rakes here and there with drops of water denounced the way. The sun. The morning was then made. The sun and its brightness arrive without knocking at the door and settles in the hours. The story? It’s still being told.

Fotografia: Sol (Sun)

IMG_9207 (2)

IMG_9209 (2)

IMG_9211 (2)IMG_9211

Fotos: Chronosfer. Fim do dia. Começo de outro no outro lado. As cores abstratas do céu formam a tela em nossos olhos. O brilho suave do sol ilumina o caminho. O sonho é apenas um passo adiante.

End of the day. Another start on the other side. The abstract colors of the sky form the fabric in our eyes. The soft glow of the sun illuminates the path. The dream is just one step further.

Fotografia: Roma, simplesmente (Rome, simply)

1335 (2)

1172 (4)

1204 (4)

1273 (2)

Fotos: Chronosfer. Roma. A história é o cotidiano. O cotidiano é a história. Nós, testemunhas e construtores. A vida em cada passo e olhar. Roma. História. Vida.

Rome. History is everyday life. The daily life and history. We witnesses and builders. Life at every step and look. Rome. History. Life.

Fotografia: O meu lado visível da lua (My visible side of the moon)

IMG_9121 (2)

IMG_9123 (2)

Dia a Dia 16

Dia a Dia

Fotos: Chronosfer. A lua em seus momentos únicos. Nunca é a mesma. Sempre inovadora. Ao anoitecer, tecendo longo diálogo com a nuvens. Ou ao amanhecer, esperando o sol brilhar. A lua nos meus olhos é mais um dia de sonhos e realidades.

The moon in its unique moments. It’s never the same. Always innovative. At dusk, we weave long dialogue with the clouds. Or at dawn, waiting for the sun to shine. The moon in my eyes is another day of dreams and realities.

Fotografia: Na Patagônia chilena (In Chilean Patagonia)

Geleiras 10 (2)

Geleiras 8 (2)

Geleiras 1 (2)

Fotos: Chronosfer. Aqui, no silêncio de cada passo, pacifico minha alma. No silêncio do olhar, pacifico minha vida. Aqui, vivo os silêncios que preciso para viver.

Here, in the silence of each step, I pacify my soul. In the silence of the gaze, I pacify my life. Here, I live the silences I need to live.

Fotografia: Amigos sempre visitam (Friends always visit)

IMG_9091 (2)

IMG_9098 (2)

IMG_9107 (2)

IMG_9126 (2)

IMG_9127 (2)

IMG_9178 (2)

Fotos: Chronosfer. Janelas são portas para a vida. Através delas, o tempo se contrai e se abre em segundos. E do silêncio e da ausência, nascem pássaros e muitos voos e cantares. Os amigos sempre visitam. Às vezes, demoram. Um dia, estão cantando felizes em nossas janelas. As que são portas para a vida.

Windows are doors to life. through them, time contracts and opens in seconds. And from silence and absence, birds are born and many flights and songs. Friends always visit. Sometimes they take time. One day, they are singing happily in our windows. The ones that are doors to life.

 

Fotografia: Na solidão dos barcos (In the loneliness of boats)

Barcos

Barcos 1

Barcos 2

Fotos: Chronosfer. Os barcos mexem com o meu imaginário. pequenas embarcações singram pelos rios em busca da pesca. Do encurtar distâncias. É nessa solidão que a vida se mostra generosa. Ali, quando os remos feito lâminas, cortam as águas, os olhos brilham como o sol ou fecham com o anoitecer. O barco é a própria vida.

The boats play with my imagination. small boats sail through the rivers in search of fishing. Do shorten distances. It is in this solitude that life is generous. There, when the oars are made of blades, they cut the waters, the eyes shine like the sun or close with dusk. The boat is life itself.

Fotografia: Entre as montanhas (Between the mountains)

Vida 1

Vida 2

Vida 6

Vida 4

Vida 5

Fotos: Chronosfer. O Chile e sua região dos lagos. Um sentimento de paz se acomoda na alma. Os vulcões vistos ainda no barco, as montanhas como escudos protetores. Depois, em terra, as luminárias indicando o caminho. Sempre ao fundo, a montanha. A neve sob o sol do verão. O tempo desolado. E olhar atento. A vida no detalhe. O detalhe da vida. E nela vivemos cada dia.

Chile and its lakes region. A sense of peace fits in the soul. The volcanoes still seen on the boat, the mountains as protective shields. Then, on land, the lamps indicate the way. Always in the background, the mountain. The snow under the summer sun. The desolate time. And look attentive. Life in detail. The detail of life. And we live in it every day.